Buraco Do Padre: Vale À Pena Mesmo?

Buraco do Padre PR

Caso você acompanhe o blog, deve ter visto um post que eu escrevi antes de ir para o Buraco Do Padre. Decidi fazer um post para colocar todas as informações sobre o lugar, como: onde fica o Buraco do Padre, como chegar, o que levar, o que não pode levar, etc. Caso queira conferir este post, clique aqui!

Já no post de hoje, pretendo falar todas as minhas impressões e complementar algumas informações que eu passei naquele artigo. Acho interessante que você leia os dois, ok?

Vamos lá! 😉

Buraco Do Padre PR: Como Surgiu a Ideia?

Buraco do Padre PR

Antes de tudo vou contar como surgiu a ideia de irmos para lá e com quem fomos. Bom, fomos com o pessoal do Montanhismo Solidário.

Para quem não conhece, é um projeto desenvolvido por montanhistas que amam fazer trekking e decidiram aproveitar este amor à natureza para ajudar quem precisa.

Quem ama fazer trilhas já deve ter visto várias empresas que oferecem transporte, trabalham como guias e cobram um valor para isso. No caso do Montanhismo Solidário, a cada trilha eles ajudam uma instituição carente doando os produtos arrecadados pelos participantes.

Achei muito bacana a iniciativa. Porque além de ter o contato com a natureza, a gente ainda ajuda quem precisa. É sensacional!

Desta vez, eles ajudaram uma instituição que ajuda crianças que eram maltratadas pelos pais e foram retiradas de suas famílias pelo conselho tutelar. Como ajuda, pediram a doação de 400g de leite em pó por pessoa.

Mas agora, vamos voltar ao Buraco Do Padre.

Como Chegar: Atualização

Buraco do Padre PR

O pessoal do Montanhismo Solidário marcou a saída do Parque Barigui às 8h. Chegamos lá no horário e havia um ônibus e vários carros. Ficamos de seguir uns carros, mas no fim das contas, não conseguimos acompanhar e o Michel decidiu ligar o GPS.

Por sorte tínhamos o GPS e mesmo assim não conseguíamos encontrar a Rodovia do Talco. Só nos achamos quando paramos em um posto para pedir informações.

Mas pois bem, a tal da Rodovia do Talco não é exatamente uma rodovia. É uma estrada de chão cheia de buracos e com cascalho. Seria melhor sem aquele cascalho ali. De qualquer forma, a aventura já teve início a partir daquele momento.

Depois de passar por essa Rodovia do Talco e entrar em uma outra rodovia de mão simples, há uma placa logo adiante indicando o local com mais um trecho de estrada de chão, mas não é muito longa.

Ah, e já ia esquecendo de mencionar os pedágios. Num trecho de 123km há 2 pedágios. Um no valor de R$7,60  e outro no valor de R$10,80. UM ABSURDO VERDADEIRO!!! Não sei porque cobram um valor desses. Sinceramente. Mas, enfim, gostaria apenas de deixar registrada a minha indignação.

Entrando No Parque

Chegando lá há um local para estacionar os veículos. É possível estacionar para fora do portão ou então entrar e colocar o carro mais para perto da trilha.

Logo na entrada há uma guarita onde são comprados os ingressos. No outro post que eu fiz já coloquei os valores. O ingresso custa R$10,00 inteira e R$5,00 na meia entrada.

Trilha

Eu já havia pesquisado a respeito da trilha e vi o comentário de algumas pessoas dizendo que é um trecho fácil. Neste ponto concordo. É bem fácil e não é longa. Mesmo pessoas com pouco preparo físico conseguem percorrê-la sem problema algum.

Buraco Do Padre

Buraco do Padre PR

Depois de percorrer a trilha por terra precisamos tirar os tênis e fazer o restante pela água. E, desta vez, o Rio Quebra Perna deveria estar meio cheio, porque a vasão de água era bem grande.

Fomos andando com cuidado pelas rochas ou pela própria água mesmo, que estava congelante. Tem que tomar cuidado porque as rochas são bem lisas. O Buraco do Padre não fica longe, mas precisamos ir com cautela para evitar algum problema.

Buraco do Padre PR Buraco do Padre PR Buraco do Padre PR

Buraco do Padre PR Buraco do Padre PR
Bom, o que posso dizer é que essa furna é realmente maravilhosa! Lá embaixo é até meio frio, porque deve bater sol em apenas em determinado horário do dia. Sei que vale muito à pena, sim. É um lugar diferente de tudo o que já vi.

Buraco do Padre PR

Ficamos lá um tempo e um pessoal decidiu entrar na cachoeira de 30 metros de altura. Eu preferi não entrar porque já estava com o pé congelando e um pouco de dor de garganta. Mas deve ter sido muito bom!

Banheiros

Quando retornamos para lanchar, eu precisava muito ir ao banheiro. Para a minha sorte, os banheiros lá até que são usáveis e ainda não haviam sido usados por muita gente. Tinha até papel higiênico, mas acho bom sempre ter um papel em mãos, caso seja necessário.

O Que Levar?

Gente, no outro post eu enumerei todos os itens necessários para essa trilha. A única coisa que esqueci de comentar é que você pode congelar as garrafas de água para levar. Foi o que fizemos. Congelamos as duas garrafas de 1 litro e meio para que aguentassem toda a caminhada. A ideia foi muito boa!

Falando de comida, eu disse no post anterior que contaria tudo o que levei. A verdade é que fiquei com medo de passar fome e acabei levando coisa demais hahaha. Olha só tudo o que eu e o Michel levamos: duas maçãs, 4 sanduíches de pão de forma com queijo, 8 clubes sociais (aquele pacotinho que vem 3 bolachinhas), 2 salgados de queijo e tomate, 2 pacotes de bolacha e 1 barra de chocolate. Ah, e as duas garrafas de água que falei acima.

Resumindo, comemos apenas 2 sanduíches e os salgados. SÓ ISSO! Na realidade uma amiga nossa levou muitos pedaços de tortas salgadas e acabamos comendo também, por isso sobrou tanta coisa. Trouxemos quase tudo de volta.

Outro detalhe muito importante e que esqueci de comentar, é que visitamos também a Cachoeira da Mariquinha. Como visitamos os dois lugares, passamos o dia todo fora e por isso decidimos levar tanta comida. Caso queira conferir o nosso passeio na cachoeira, clique aqui.

É isso, espero que esse post tenha ajudado você a se decidir a visitar esse paraíso. Gostei muito e mal vejo a hora da próxima trilha! 😉

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *