Cidade De Tiradentes: conheça os melhores pontos turísticos

Já conhece a cidade de Tiradentes?

Conheci a cidade de Tiradentes, em Minas Gerais, em julho do ano passado, quando fui com meu noivo visitar a família dele em Varginha. Meus sogros já haviam comentado outras vezes para fazermos um passeio por lá, mas na época não me interessei muito. E quer saber? Eu não sabia o que estava perdendo!

Cidade De Tiradentes: a beleza da arquitetura Barroca

Já conhece a cidade de Tiradentes?

Eu já me maravilhei antes de chegar lá porque gostei muito da paisagem. Acho a vegetação mineira muito bonita.

Logo que chegamos, tivemos que procurar algum lugar para estacionar. A cidade é cheia de turistas e às vezes não é fácil encontrar uma vaga. Isso porque chegamos cedo, viu? Por isso é bom se programar com antecedência para evitar contratempos.

Quando começamos a caminhar pela cidade de Tiradentes; cada calçada, construção e detalhe eram especiais. A cidade foi fundada no início do século XVIII, então tudo é muito antigo e lembra o Brasil colonial. Tem muita história em tudo ali.

Tiradentes tem muitas atrações, mas neste post vou focar nos lugares que visitei que são, em sua maioria, igrejas, monumentos e museus.

Ponte Das Forras

Ponte das Furnas em Tiradentes

Imagem do blog Fatos & Fotos De Viagens

Logo que chegamos passamos por essa ponte. A construção é do final do século XVIII e fica sobre o ribeirão de Santa Antônio, que liga o largo das mercês à praça das Forras. É lindo e vale a pena parar e tirar algumas fotos.

Largo das Forras

Largo das Furnas na cidade de Tiradentes

Imagem do Doce Diferença Tiradentes

Além de ser a principal praça de Tiradentes o Largo das Forras é um ponto de encontro, tanto para os moradores da região, quanto para os turistas. No local há diversas apresentações culturais, muitas pousadas, lojas de artesanato, serviços de informação ao turista e restaurantes.

Para os turistas que desejam informações é só ir até a Secretaria de Cultura e Turismo (no mesmo prédio da Prefeitura Municipal). É bem fácil encontrá-la ali na praça.

Passos da Paixão de Tiradentes

Passos da Paixão em Tiradentes

Ao longo do centro histórico nos deparamos com algumas capelinhas muito bonitas. Depois fomos descobrir que essas capelinhas foram construídas com o objetivo de retratar as etapas da paixão de Cristo e são o trajeto de quem faz o circuito das Capelas dos Passos da Paixão.

A título de curiosidade, essas capelas foram construídas pela Irmandade do Bom Jesus dos Passos no ano de 1740, aproximadamente. Toda a decoração foi produzida pelo entalhador João Ferreira Sampaio.

O passeio é interessante e vale a pena conferir.

Capela do Bom Jesus da Pobreza

Capela Bom Jesus da Pobreza em Tiradentes

Imagem do blog Mineiros da Estrada

Essa capela fica no Largo das Forras e não se sabe muito ao certo quando foi inaugurada. Com os dados históricos disponíveis presume-se que tenha sido construída em 1771.

Em comparação às demais, a decoração da capela é bem simples, mas ainda assim é muito bonita.

Igreja Nossa Senhora do Rosário

Igreja Nossa Senhora do Rosário em Tiradentes

Igreja Nossa Senhora do Rosário em Tiradentes

Imagem do blog Mineiros na Estrada

Igreja Nossa Senhora do Rosário em Tiradentes

Imagem do blog Mineiros na Estrada

Fundada em 1708, é uma das mais antigas de Tiradentes. A Nossa Senhora do Rosário era adorada pelas pessoas que foram escravizadas no período colonial e eram essas pessoas que frequentavam essa igreja.

Além dos símbolos do catolicismo, o interior da igreja possuía também diversos elementos de religiões africanas como o candomblé.

Outra coisa muito interessante é que a imagem do Santo Elesbão é uma das principais atrações da igreja. Muitos fiéis pedem ajuda ao santo na compra da casa própria e depois retornam para agradecer com pequenas casinhas que são deixadas próximas à sua imagem.

O Elesbão foi um rei negro que viveu na Etiópia no século VI. Ele era um cristão muito fervoroso.

Museu Padre Toledo

Museu Padre Toledo na cidade de Tiradentes

Esse museu é um dos bens culturais mais preciosos que foram construídos no século XVIII em Tiradentes. Isso porque a casa pertenceu ao inconfidente Padre Toledo.

Já foram realizadas restaurações do imóvel nos anos 40 e 80 e a casa foi reaberta em 2012 com uma proposta diferenciada. Além de valorizar a história do inconfidente, buscou-se valorizar a construção em si.

Uma das salas, inclusive, foi montada no estilo do século XVIII. Com um pouco de imaginação basta ouvir o barulho das charretes lá fora e imaginar que você foi tele transportado para o período colonial.

Museu de Arte Sacra (Antiga Cadeia)

Museu de Arte Sacra (Antiga Cadeia)

Essa antiga cadeia foi construída por volta de 1730, foi destruída em 1829 e reconstruída novamente em 1833.

Foi no ano de 1984 que o prédio foi transformado no Museu de Arte Sacra Presidente Tancredo Neves e apenas em 1989 foi inaugurado.

Hoje o museu conta com 300 peças no acervo que é composto por obras brasileiras de diversas regiões do país e que foram produzidas, em sua maioria, por artistas anônimos entre os séculos XVII e XIX.

Não chegamos a entrar neste museu. Não lembro se estava fechado ou se havia outro motivo, mas acredito que valha a pena conhecer.

Matriz de Santo Antônio

Matriz de Santo Antônio Tiradentes

Imagem do blog Art Of Travel

Matriz de Santo Antônio Tiradentes

Imagem do blog Doce Diferença Tiradentes

Matriz de Santo Antônio Tiradentes

Bom, em minha opinião, esse é o ponto turístico mais interessante de todos. A matriz é considerada um dos mais ricos exemplares da arte barroca brasileira.

Ficamos impressionados logo que vimos a frente da igreja e depois descobrimos o porquê. A frente foi projetada pelo talentosíssimo Aleijadinho.

Assim que entramos nos deparamos com os lustres, a beleza dos afrescos e do altar. Acredite se quiser, mas essa matriz é constituída de 480 quilos de ouro.

O que mais me impressionou foi quando eu vi diversos números pintados no chão. Cada um deles a certa distância do outro. Até que procurei informações a respeito e lá havia uma explicação sobre isso e descobri que o piso da matriz são túmulos. Pois é!!!

É algo bem estranho, mas antigamente era comum enterrar as pessoas dentro das igrejas. Esse hábito acabou sendo deixado de lado devido ao mau cheiro (devia ser insuportável) e também para evitar a transmissão de doenças.

Depois disso os corpos passaram a ser enterrados ao redor da igreja. Por isso, inclusive, há um cemitério ali. Aliás, gostei de passear no cemitério. Há túmulos bem antigos e eu acho interessante observar como eram as lápides, as datas de nascimento e falecimento, etc. É um gosto estranho, eu sei. Hahaha

 

E aí, o que acha de conhecer a cidade de Tiradentes? Eu gostei e indico! Se já visitou a cidade, deixe um comentário aqui no blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *