São Joaquim: Já Conhece as Belezas Serranas?

São Joaquim Inverno
Imagem de Wagner Urbano

Bom, se você ama inverno como eu, já deve ter ouvido falar em São Joaquim. Principalmente se você fica (também como eu) igual uma barata tonta atrás de alguma neve no inverno brasileiro. Sim, gente, eu faço isso. Aliás, até acompanho um fórum do tempo, o Abaixo de Zero. =)

São Joaquim SC

Imagem de Claudio Larangeira

Mas a verdade é que a minha história com esta cidade é muito maior que a própria neve, as belas paisagens e o frio maravilhoso que dói até os ossos (o frio é de doer, mas eu amo hehe).

São Joaquim Inverno

Imagem de Wagner Urbano

O meu pai é joaquinense e vou pra lá desde os meus três anos de idade. O mais legal é que na primeira ida, em 1990, eu peguei muuita neve. Você não faz ideia. Quem vê as fotos tiradas na época pensa até que eu estava na Europa.

Mas não, estava em um cantinho brasileiro.

Onde Fica São Joaquim?

São Joaquim Onde fica

Sempre que eu falo desta cidade me perguntam: “onde fica, no RS?” É uma dúvida bastante frequente, porque normalmente acham que pelo frio da cidade ela fica lá no Rio Grande do Sul. Mas fica na serra de Santa Catarina.
Aliás, a título de curiosidade: a cidade mais fria do Brasil é Urupema, ali pertinho de São Joaquim! =D

São Joaquim fica na serra catarinense a 228km da capital, Florianópolis, 397km de Porto Alegre e 440km de Curitiba. Não vou falar a distância de todas as capitais aqui porque senão fico até amanhã fazendo isso, né. Mas dá uma olhada no Google Maps, hahaha.

A cidade tem aproximadamente 24 mil habitantes e fica a 1360 metros de altitude. É bem alta, mesmo!
Chega a ser engraçado, porque quando subimos a última serra já dá pra sentir um ar bem fresquinho que parece um ar condicionado. Amo!

O Que Tem De Bom Para Fazer Na Cidade Gelada?

São Joaquim Termômetro

Imagem por Mycchel Hudsonn Legnaghi

Sem sombra de dúvida, a maior parte do pessoal que vai pra lá é porque quer ver neve, geada, árvore congelada, cano que arrebentou de tanto gelo, enfim, FRIO DE VERDADE!

Antes que venham falar que há cidades na Europa, EUA, Canadá, Rússia e etc, que fazem muito mais frio que São Joaquim, sim, eu sei disso. Mas essas cidades têm calefação e todo o preparo necessário para o frio.

Em São Joaquim, em contrapartida, normalmente as casas têm lareiras e aquecedores. Há apenas alguns hotéis e pousadas com calefação. Enfim, por este motivo, a gente realmente sente muito frio o tempo todo.

Mas além do frio, é claro que a cidade oferece algumas atividades bem legais. Vamos conhecer?

Villa Francioni

São Joaquim Villa Francioni

Imagem retirada do site da Villa Francioni

A Villa Francioni renderia um único post por si só. Fundada pelo Manoel Dilor Freitas, trata-se da maior vinícola de Santa Catarina.

São exatos 4.478,57 m2 de área que produzem 300 mil garrafas por ano e são cultivadas seis variedades de uvas tintas e duas brancas.

São Joaquim Villa Francioni

Os vinhos produzidos na Villa Francioni são tão bons que até já ganharam prêmios internacionais. Ou seja, é um excelente passeio para os apreciadores de um bom vinho.

São Joaquim Villa Francioni

Imagem por Rodrigo Rocha

São Joaquim Villa Francioni

A vinícola fica aberta para visitação todos os dias da semana nos seguintes horários: 10h, 13h30 e 15h30. O valor da entrada é de R$30,00 por pessoa.

Só procure agendar a sua visita com antecedência. É comum lotar a capacidade máxima de cada horário.

Casa do Vinho

São Joaquim Casa do Vinho

Imagem do site Casa do Vinho

São Joaquim Degustação Casa do Vinho

Imagem do site Casa do Vinho

Mais uma atração para os adoradores de um bom vinho, a Casa do Vinho é o lugar perfeito para quem deseja conhecer e degustar os vinhos da região.

As degustações podem durar até 1h e um funcionário explica detalhadamente sobre os rótulos degustados e também sobre as vinícolas. Vale a pena!

Igreja Matriz

São Joaquim Igreja Matriz

Para quem aprecia arquitetura, a Igreja Matriz é uma ótima pedida. A sua construção teve início em 1918 e foi inaugurada em 1935. E outro detalhe importante: a igreja foi totalmente construída com basalto, rocha comum na região.

Snow Valley

São Joaquim Snow Valley

Imagem por Snow Valley

O Snow Valley foi construído em 1968 pelo americano Edgar Butterfield, que se mudou com a família do Colorado para o Brasil na década de 60.

O espaço tem um restaurante, cafeteria, pousada e diversas atrações bem legais. Tem umas trilhas, muro escalada, arvorismo, tirolesa e pêndulos.

São Joaquim Snow Valley

O valor é de R$100,00 para todas as atrações, mas você pode escolher algumas delas e pagar separado. As trilhas, por exemplo, custam, R$5,00.

Já fui lá e amei! Pena que não tenho foto.

Cooperativa Sanjo

São Joaquim Cooperativa Sanjo

Para quem não sabe, a região serrana de Santa Catarina é uma das maiores produtoras de maçã do Brasil. E não à to, já que apenas a cooperativa Sanjo reúne 34 fruticultores de São Joaquim e reúne anualmente 78 cooperados, que produzem 34.000 toneladas de maçãs. É muito maçã, viu?

O mais legal é que você pode agendar uma visita e conhecer todas as instalações do local. É bem interessante para quem não sabe como funciona o processo de industrialização e recebimento dos frutos.

Lá na Sanjo uma vinícola também e área para degustação de vinhos.

Museu Histórico Municipal São Joaquim Chateaubriand

Museu São Joaquim Chateaubriand

O museu traz uma retrospectiva de São Joaquim com um acervo histórico e faz uma homenagem ao Assis Chateaubriand que, por pouco, escapou, do fuzilamento, na Revolução de 1930.

Aliás, essa história toda é muito interessante, porque ele escapou do fuzilamento graças ao meu bisavô, senhor César Martorano.

Meu bisavô era vendedor de anúncios e correspondente de O Jornal e conseguiu comprovar que Chateaubriand era quem dizia ser, já que ele havia queimado todos os documentos para não ser reconhecido, caso fosse capturado pelos contrários à Revolução.

Bom, a história é um pouco longa, mas caso tenha interesse, a minha avó paterna, Eulália Martorano Camargo, escreveu o livro “Uma Fascinante Aventura de Assis Chateaubriand”. Vale a pena conferir. O livro está à venda lá no museu.

Museu de Artes Martino de Haro

São Joaquim Museu de Artes Martinho de Haro

Esse museu é excelente para quem aprecia arte. Lá há um acervo com obras de importantes artistas catarinenses como o Martinho de Haro, Yolanda Bathke, Suzana Scóss Bianchini e minha tia querida, Tereza Martorano, nome de referência na pintura naïf brasileira.

Parque Nacional Da Maçã

São Joaquim Parque Nacional da Maçã

Imagem do blog Meus Roteiros De Viagem

O parque possui 214 mil m2 e tem área para camping, cancha de laço, palco para shows e pavilhões de exposição.
É bem legal quando há eventos típicos por lá, como a famosa Festa da Maçã, por exemplo!

Exponeve

São Joaquim Exponeves Artesanatos

Imagem do blog Meus Roteiros De Viagem

A Exponeve é uma feira de artesanatos que é mantida pela Associação de Artesãos de São Joaquim.

Lá você pode encontrar trajes típicos, roupas de lã, doces de maçã, bebidas, acessórios, enfeites e até lembrancinhas da região.

A entrada é gratuita e o espaço fica aberto de segunda a sábado, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h, e aos domingos, das 9h às 12h e das 13h30 às 17h.

Bom, sou suspeita para falar, mas apesar de a cidade não ter muitas atrações, o que até me entristece um pouco, a paisagem do lugar é magnífica, gente. Sinceramente!

Quando eu for pra lá na próxima vez, prometo gravar um vídeo e postar no canal do blog!

Espero que tenham gostado. Caso tenham alguma dúvida, deixem seus comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *